Ahhhh o vinho: as belezas de Sonoma e o vale dos vinhedos da Califórnia

Estrada para Sonoma passando por Muir Woods
Quando saímos de San Francisco e vamos para o norte da Califórnia encontramos paisagens montanhosas, cheirinho de mato e lindas redwoods enfeitando o caminho. Seguindo adiante por essas vertiginosas estradas, há mais ou menos meia hora de San Francisco, as redwoods começam a ceder espaço para as plantações de uva. É aqui que percebemos que estamos entrando na Califórnia dos vinhos.
Os condados de Sonoma e Napa Valley são os mais conhecidos quando pensamos nas vinícolas californianas. No entanto a região dos vinho por essas bandas é bem maior, e engloba ainda a região de Carneros, Russian River Valley, Alexander Valley, dentre outras. Somente Sonoma e Napa juntas contam com mais de 400 vinícolas!
Plantação de uvas em Sonoma

Muitos preferem seguir direto para Napa, já que lá é uma cidade maior e que abriga vinícolas grandes como a Moët Chandon. No entanto, para aqueles que buscam um clima mais aconchegante a dica é ficar na pequena e pacata Sonoma. Aqui você encontra a união perfeita do aconchego das cidades serranas, o conforto dos grandes centros, o charme dos hotéis e a sensualidade da gastronomia e dos vinhos.

Está bem, ok! Comida, vinho e romance são clichês. Mas o que eu posso fazer? Eurípides já dizia que onde falta o vinho não há lugar para o amor! Benjamin Franklin disse que o vinho é prova constante de que Deus nos ama e nos deseja ver felizes. Então nada mais natural que esta emblemática bebida tenha se tornado a companheira fiel de casais apaixonados há séculos. Uma viagem de romance não pode passar sem vinho… um bom vinho pede boa comida e a união dos dois pede sempre boa companhia.
Sonoma foi o berço da indústria do vinho da Califórnia. Um conde húngaro chamado Agoston Haraszthy plantou ali os primeiros vinhedos e a partir deles iniciou a industria do vinho. Ao chegar em Sonoma, não percam a oportunidade de dar umas voltinhas pela cidade. Não será nada demorado! Sigam até a praça central. Ali é a alma da cidade e tudo o que vocês precisam está ali: bons restaurantes, lojas de vinho com direito a degustação e tábuas de queijos. Ao redor da praça estão também lojas, para aqueles que não vivem sem fazer umas comprinhas e exatamente no meio dela está a prefeitura da cidade. Ainda nesta caminhada não deixem de visitar a Missão San Francisco Solano, legado dos tempos em que a Califórnia não era território norte-americano, e sim Mexicano, colonizado por espanhóis.
Lojinhas na praça: degustações ótimas
Depois de comer maravilhosamente bem em algum dos restaurantes das imediações e beber bastante vinho nas degustações das lojas (que custam em média U$5 para 6 vinhos diferentes), compre uma garrafa ou duas de seu vinho favorito, passe numa delicatessen e experimentem os queijos fabricados localmente para você montar a sua própria tábua de queijos para acompanhar o vinho de mais tarde. Aconselho experimentarem os Jack Cheese temperados e as diversas variações de cheddar que encontramos por lá.
El Pueblo Inn
Com o vinho e o queijo comprados, é hora de voltar para o hotel. A cidade tem um monte de pousadas extremamente confortáveis e aconchegantes. Este é o caso especifico do El Pueblo Inn. Olhando assim, de fora, não damos muito crédito pro lugar, mas depois de nos acomodarmos, percebemos que se trata de um dos hotéis mais confortáveis da viagem. Aconselho fortemente o quarto com a cama king size. Ela realmente faz juz ao nome por ser uma cama enorme, dessas que até abraçam a gente de tão confortável. O El Pueblo tem um staff muito atencioso, empresta taças, pratos e talheres para a bebericagem privada de vinhos e além de tudo, ao contrário de muitos hotéis na terra do tio Sam, oferece café da manhã incluso na diária.
Barris de vinho
Para visitar as vinícolas, a primeira coisa a ser considerada é a impossibilidade de se ver (e beber) tudo. É interessante procurar excursões locais que vão até as vinícolas. Entrar nos sites e ver quais são as regiões contempladas é uma boa. Vale sempre a pena conhecer um pouco das vinícolas grandes e também das pequenas. Essas últimas sempre tendem a reservar boas surpresas a preços bem baixinhos. A excursão é interessante porque assim podemos beber sem culpa, pois teremos alguém para dirigir por nós. Em geral quando fazemos a excursão em grupos, eles são pequenos. Mas para aqueles que preferem exclusividade, basta que paguem um pouco mais por ela. Querendo, você chega às vinícolas até mesmo de limusine! Algumas dessas excursões acompanham um almoço gourmet, já outras, mais em conta, param em lugares para que possamos comprar a comida e depois seguimos para uma vinícola para fazermos um pic-nic.
Trem dos vinhedos em Napa
Existe ainda um passeio de trem, bem no estilo Maria Fumaça, que cobre a região de Napa Valley e faz excursões para em algumas vinícolas específicas. O trem funciona como um restaurante e durante os passeios você terá tratamento vip comendo boa comida, bebendo bom vinho e vendo lindas paisagens pelo caminho. 
Seja como for, de trem, de van, de limusine… o importante é a experiência. Apreciem o cheiro e o sabor dos vinhos de olhos fechados. Com eles abertos, contemplem a paisagem, e de mãos dadas registrem toda a experiência na memória, sentindo o tempo passar lentamente, na vã tentativa de tornar eterno o fugaz momento de euforia que somente um bom vinho e um grande amor são capazes de proporcionar!
Até a próxima!
Serviço:



El Pueblo Inn: 896 West Napa Street, Sonoma, California (CA) 95476 http://www.elpuebloinn.com/

Napa Valley Wine Train: http://winetrain.com/

Terrific Tours Napa & Sonoma: http://www.terrifictours.com/
Sebastiani Vineyards and Wines: http://www.sebastiani.com/
Ferrari Carano Vineyards and Winery: http://www.ferrari-carano.com/
Foppiano Vineyards: http://www.foppiano.com/

About Nicole Delucca Linhares

Uma jornalista obcecada pelo lado bom da vida que está sempre em busca de experiências românticas para dividir com o mundo. Apaixonada por comidinhas, pores-do-sol, plantas, livros, cinema, viagens e teatro. É também professora de italiano, cozinheira para todas as horas, filosofa de boteco e, por fim, uma mistura doida de Minas, Itália e Piauí!

8 comments on “Ahhhh o vinho: as belezas de Sonoma e o vale dos vinhedos da Califórnia

  1. Giulli,
    sem gastar muito… bom, em primeiro lugar façam um bom levantamento quando chegarem lá das excursões que vão aos vinhedos. Não aconselho ir dirigindo, porque a gente acaba bebendo e as leis na California sobre bebida e direção são rígidas. O Terrific Tours tinha opções bem em conta. A segunda coisa é: vá ao supermercado. Com toda certeza a alimentação em restaurantes vai custar mais caro, e os supermercados de lá são muito legais, de alto nível. Lá a gente encontra de tudo. Meu marido e eu fizemos a festa comprando queijos para acompanhar os vinhos no hotel. Saia bem mais barato do que ir jantar fora, além, é claro, de ser mais romântico ehehehe. Não sei quando vocês vão viajar, mas quanto maior a antecedência da programação mais baratas as coisas saem. Reserva de hotel, por exemplo. Vocês podem encontrar tarifas bem em conta se fizerem a reserva com 3, 6 meses de antecedência. Qualquer antecedência é melhor do que nenhuma. Pesquisem as tarifas e vejam o que é melhor para vocês. Ahhhh degustações de vinho… elas não são caras não tá! tipo com 10 dólares você faz a festa!
    Se quiserem mais alguma dica, me escrevam, e obrigada pela visita.
    Abraços,
    Nicole.

  2. Gostei muito do seu blog!!
    Uma pergunta, qual a melhor maneira de o passeio para Sonoma e Napa sem gastar muito? Estamos em 3 pessoas e não podemos gastar muito nessa viagem… o que nos aconselha?

  3. Querida, acho interessante de seu blog, é que como ele é delicioso de ler, a gente tem vontade de conhecer os lugares que você cita… Nunca me interessei muito por vinhedos e congeneres, mas realmente fiquei com vontade de ir até lá.
    Beijokas
    Mary Joe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *