O Café 3 Corações

Outro dia eu estava de bobeira com minha amiga Fátima na Savassi. Tínhamos que comprar os livros para as nossas aulas de espanhol e íamos aproveitar o meu desconto de professora de idiomas na livraria. Paramos o carro lá no Pátio Savassi e fomos andando até a loja, jogando conversa fora. Vocês sabem, né? Mulher quando junta passa o dia inteiro falando.

Depois de comprarmos os livros convidei Fátima para tomarmos um café. O lugar mais próximo era o Café 3 Corações. Foi então que disse a ela das minhas lembranças do lugar, todas aquelas coisas que escrevi há algum tempo por aqui. Pois é: criei coragem de encarar a nova cafeteria. Confesso, eu estava um pouco saudosista, mas tenho que dar o braço a torcer. Embora o lugar não seja exatamente aquilo que ele era antes, assim que tomei o cappuccino shake com chantilly meu corpo e minha mente voltaram para os tempos de namoricos por ali.
Adorei a sensação de ter ganhado novamente um lugar romântico na cidade. Eu estava realmente sentindo falta de sentar lá no café e tomar um bom cappuccino. Nada melhor do que estar ali sozinha ou em boa companhia acompanhando o movimento da Savassi e jogando conversa fora. Estou feliz, agora já não estou mais tão órfã do lugar onde começou a minha história com meu marido.
A portinha na rua Antonio de Albuquerque é de fato bem menor do que o antigo café. Mas, dá pro gasto! O legal mesmo de lá é sentar na praça. O pão de queijo continua no cardápio, assim como o sanduíche que eu tanto adorava de filé com molho de manjericão. Tudo continua quase igual.
Mas no fundo a vida é assim, não é mesmo? O tempo passa, os lugares mudam, a gente muda. Ninguém fica imóvel no tempo. Assim como o café se transformou, com o tempo eu também mudei, meus relacionamentos mudaram. Naquele dia, sentada ali com a minha amiga, jogando conversa fora, senti um frio na barriga com as lembranças daquilo que já fui e feliz da vida de ser o que sou hoje.
Redescobrir o Café 3 Corações foi um pouco resgatar a minha história romântica pelas ruas de Belo Horizonte. Aconselho a todos que querem um encontro gostoso, de fim de tarde a irem lá. Vale à pena! O lugar continua exalando suspiros, reafirmando que por ali o amor está sempre no ar… ai, ai… Que vontade de ir tomar um cappuccino com o meu amor!
Até a próxima pessoal!

About Nicole Delucca Linhares

Uma jornalista obcecada pelo lado bom da vida que está sempre em busca de experiências românticas para dividir com o mundo. Apaixonada por comidinhas, pores-do-sol, plantas, livros, cinema, viagens e teatro. É também professora de italiano, cozinheira para todas as horas, filosofa de boteco e, por fim, uma mistura doida de Minas, Itália e Piauí!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *