O que fazer em BH? Que tal teatro e vinho?

Muita gente que mora em Belo Horizonte reclama constantemente sobre a falta do que fazer na cidade, especialmente nesta época de férias. Eu, no entanto, não concordo com este modo de pensar. BH é uma cidade que a cada dia que passa mais tem a oferecer em termos de cultua e lazer, e para os casais a procura de lugares românticos, a cidade pode trazer ótimas opções.

A grande dica que posso dar aos românticos de carteirinha nesta época é: vão ao teatro! Durante o ano inteiro temos uma vida cultural nos teatros de BH que vale a pena conferir, mas entre Janeiro e Março a capital mineira é palco da maior Campanha de Popularização do Teatro e da Dança do país. Sendo assim, além de vocês curtirem um programinha cultural bacana ao lado de quem amam, de quebra vão fazer uma boa economia, pois os valores dos ingressos são super acessíveis.
Na semana da estréia da campanha de popularização saí com meu marido para assistirmos à peça: Dois Casais Em Maus Lençóis no teatro da Maçonaria. Como a peça era às 19h, saímos de lá e ainda estendemos o programinha para até o restaurante Pizza Sur e passamos o resto da noite namorando e tomando vinho. Quer coisa melhor? A peça foi deliciosa e o complemento da noite melhor ainda!
Estender o programinha para um restaurante ou um barzinho depois de um teatro ou de um bom cineminha é de lei para quem quer curtir o seu par, e Belo Horizonte agora está com várias opções gastronômicas deliciosas e diferenciadas. Outro dia em busca de algum lugar bem especial para beber um bom vinho e ouvir a uma boa música, meu marido e eu fomos parar no Bistrô do Divino, no bairro Belvedere. No início nos surpreendemos ao olharmos para o local, pois lá de dia funciona um restaurante de comida a quilo que é bom, mas não impressiona. Meu marido já tinha ido ao local em um dia de semana almoçar com colegas de trabalho e disse categoricamente que quem vai ali de dia nem imagina o clima romântico e intimista que lá tem de noite. E devo concordar com ele.
Chegamos ao Bistrô e encontramos facilmente uma vaga pertinho do local. Primeiro ponto positivo, pois muitas vezes as pessoas ficam com preguiça de sair de casa por conta da dificuldade de estacionar o carro nas regiões de grande concentração de barzinhos e restaurantes. O segundo ponto positivo é o clima do local. Como lá é bem pequenininho, você acaba ficando mais juntinho da pessoa que está com você. A decoração é de extremo bom gosto e conta com peças de artesanato, antiguidades e luminárias de latão em formato de flores que dão um toque super especial à casa. A luz de velas e a excelente música ao vivo, somadas ao bom atendimento, ao capricho da cozinha e à carta de vinhos, que apesar de não ser extensa é intensa e conta com rótulos maravilhosos como o Catena Zapata Malbec; fazem com que a noite seja irrepreensível. No quesito música faço ainda um adendo: os músicos que se apresentam por lá de quinta-feira e sábado são de altíssima qualidade e valem cada centavo do couver artístico que pagamos.
Saímos de lá muito satisfeitos com a certeza de que voltaríamos. No próximo post vou trazer para vocês uma dica super bacana de um lugar para se experimentar sabores diferentes e curtir bons momentos a dois!
Até a próxima!

About Nicole Delucca Linhares

Uma jornalista obcecada pelo lado bom da vida que está sempre em busca de experiências românticas para dividir com o mundo. Apaixonada por comidinhas, pores-do-sol, plantas, livros, cinema, viagens e teatro. É também professora de italiano, cozinheira para todas as horas, filosofa de boteco e, por fim, uma mistura doida de Minas, Itália e Piauí!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *