Para aqueles, que como eu, são amantes de um bom vinho…

Olá! Hoje quero dar uma dica bacana para os casais que adoram curtir momentos juntos saboreando uma ótima comida na companhia de um bom vinho. É engraçado pensar que nem faz tanto tempo assim, o brasileiro ainda tinha muita dificuldade para saber distinguir o joio do trigo. Hoje, no entanto, está cada vez maior o número de brasileiros que verdadeiramente se interessam por, e sabem degustar um bom vinho.

No geral, quando vamos a um restaurante, principalmente os mais gourmets, eles chegam para a gente com uma carta de vinhos e muitas vezes não sabemos o que escolher ali. Às vezes o problema não é nem mesmo esse: a questão frequentemente é que achamos os preços dos vinhos muito salgados se os comparamos com o que pagamos por eles nas importadoras e lojas especializadas. Neste caso, para não correr o risco de escolher o vinho mais barato da carta de vinhos para não fazer a surpresa doer demais no bolso (este pode não necessariamente ser o melhor vinho), opte por já saber de antemão mais ou menos o que vocês querem comer, e escolham um restaurante que pratique taxas de rolha honestas.
Ai você me pergunta: taxa de rolha? O que é isso? Pois bem, taxa de rolha é o que o restaurante cobra quando você decide levar para seu consumo a sua própria garrafa de vinho. A maioria dos restaurantes, se você perguntar, vai te dizer que tem a taxa. O problema é que muitos pedem valores exorbitantes, que podem chegar até mesmo a R$100! Fujam destes! A coisa ainda é muito recente pelas bandas mineiras, e muita gente pensa que seja deselegante sair de casa carregando a sua garrafa de vinho ou ainda acha que isso seja coisa de gente arrogante. Não é verdade. Rolha é uma prática muito mais comum do que parece, principalmente se estamos falando de pessoas que possuem ótimos rótulos em casa que não são encontrados com facilidade nas lojas e restaurantes da cidade.
Aqui em Belo Horizonte já existem alguns restaurantes que trabalham de forma bacana com isso. Outro dia fui com meu marido a um restaurantezinho pequeno, no bairro Buritis, chamado Allegro Tavola. Ele fica na Avenida Professor Mario Werneck, bem de frente para o shopping Paragem. É uma portinha bem pequena e discreta. Lá não é um lugar cheio de pompa, mas é extremamente aconchegante e honesto. O cardápio italiano é formado por receitinhas de família, a massa é caseira, os pratos muito bem servidos e os preços são ótimos. A carta de vinhos deles é pequenininha, e eles possuem uma taxa de rolha de R$20. Pois é: essa é uma rolha honesta, pois R$20 é mais ou menos a margem honesta que alguns restaurantes colocam no valor do vinho no cardápio se compararmos com o preço que pagamos nos mesmos rótulos nas importadoras. Então pagar até R$30, dependendo do vinho que você estiver levando ao restaurante, vale a pena. Mais do que isso, nada feito. O Allegro Tavola é uma opção bem gostosinha para namorados que querem começar a curtir a noite cedo. Como a casa é pequenina, lota muito rápido, então para conseguir uma mesa é legal chegar lá até umas 19:30h.

Outra opção clássica de restaurante que trabalha de forma honesta com a taxa de rolha é o Sapore D’Italia, do meu querido amigo Gabriel Carvalho. Já falei dele aqui no blog várias vezes! Ele fica lá no bairro São Pedro, na rua Mestre Luiz, pertinho do colégio Marista. O Sapore D’Italia é, na minha opinião, o melhor serviço de vinho que se pode encontrar em Belo Horizonte. Lá ele cobra por taça que você usa. O valor cobrado é R$3! Isso mesmo! Já tive vários momentos maravilhosos lá, com muitas e muitas garrafas de vinho regando as comidas maravilhosas que saem da cozinha de Gabriel. Lá é um restaurante gourmet, o cardápio é extremamente bem elaborado e o preço cobrado é justo pelo que ele entrega. Por ser um lugar pequeno e extremamente romântico, aconselho quem quiser conhece-lo no dia 12 ligar antes para fazer reserva.

Finalmente, uma ideia muito interessante para os casais que querem degustar um bom vinho e uma boa comida é dar um pulinho em uma importadora de vinhos que tenha o seu próprio restaurante. A Decanter, que fica na rua Fernandes Tourinho, no bairro Funcionários, é um bom exemplo disso. Eles importam vinhos, possuem ali a sua loja, no entanto, paralelamente, eles têm também uma boa cozinha que traz um cardápio super bacana que harmoniza bem com os vinhos que eles vendem. 
Outro que funciona neste mesmo esquema é o restaurante Outono 81, na rua Outono, no bairro Sion. Ele funciona dentro da importadora Zahil. Lá é bem bacana porque eles têm em seu cardápio algumas opções de flights de vinho (wine flight). Este é um conceito que acontece muito fora do Brasil que é um “voo pelo mundo dos vinhos”: eles servem quatro taças de quatro vinhos diferentes para que você possa apreciar as características de cada um deles. Pra quem não sabe qual vinho beber, essa é uma ótima opção para conhecer vários ao mesmo tempo!
Seja qual for a sua opção, sempre lembre-se de ligar com antecipação para poder programar a sua noite de forma tranquila.
Até a próxima!

About Nicole Delucca Linhares

Uma jornalista obcecada pelo lado bom da vida que está sempre em busca de experiências românticas para dividir com o mundo. Apaixonada por comidinhas, pores-do-sol, plantas, livros, cinema, viagens e teatro. É também professora de italiano, cozinheira para todas as horas, filosofa de boteco e, por fim, uma mistura doida de Minas, Itália e Piauí!

2 comments on “Para aqueles, que como eu, são amantes de um bom vinho…

  1. Nicole, obrigado pelo seus depoimentos, graças a eles ontem conheci o Sapore D’Italia. Levei minha namorada para um jantar, foi simplesmente incrível. Ambiente, música, atendimento e claro Comida.

    Muito obrigado, e parabéns pelo Blog.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *