Lugares Românticos em Curitiba: Pausa para o Chá das Cinco

Lugares Românticos em Curitiba - Caminho do Chá - Nicole Delucca Linhares

Curitiba é uma cidade que sempre me encantou. É que tirando o fato dela ser plana e Belo Horizonte cheia de morros, ambas são muito parecidas. Dizem que BH e Curitiba são cidades onde se testa a aceitação de novidades. Ambas tem uma vida cultural intensa. Ambas tem áreas verdes e lugarzinhos gostosos para se passear. E para mim, ambas são cidades muito românticas. Falar de lugares românticos em Curitiba é fácil, e hoje trago aqui uma indicação muito especial. Querem ver só?

Abrindo o hall dos Lugares Românticos em Curitiba

Por causa do blog, eu tenho formigas pelo corpo quando o assunto é viagem. Não sossego enquanto não esgoto as possibilidades que vejo em um lugar. E eu queria muito garimpar lugares românticos em Curitiba. Antes de viajar faço muitas pesquisas. Os guias de turismo e agências de viagens que me perdoem, mas eu tenho ojeriza de viajar presa a pacotes. No geral, compro minhas passagens e depois vou pesquisando meu destino. Converso com quem já os visitou para então montar o roteiro com aquilo que eu de fato quero conhecer. Faz parte da minha alma livre de leonina, mas acho que mais do que isso, faz parte mesmo do meu instinto aventureiro de pegar um mapa e uma direção e seguir andando rumo a qualquer lugar.

Museu Oscar Niemeyer em Curitiba – parada obrigatória na cidade para quem ama arte

Investigando o destino e descobrindo surpresas

Uma das formas de se ligar no que está acontecendo numa cidade na época que você estará por lá é ficar de olho no noticiário local. Eu sou jornalista e tenho mania de assinar feeds de notícias de jornais espalhados pelo Brasil e pelo mundo. Com Curitiba não é diferente. Já há algum tempo eu assino o feed de notícias da Gazeta do Povo. Então um belo dia êis que surge uma matéria sobre uma casa de chá que estava inaugurando na cidade, a Caminho do Chá. Não preciso nem dizer que aquilo aguçou e muito a minha curiosidade! Na hora tive um feeling de que aquele seria um dos lugares românticos em Curitiba que eu visitaria.

Lugares Românticos em Curitiba - Caminho do Chá - Nicole Delucca Linhares

Fugindo das rotas obvias

Vocês já devem ter percebido como tenho tido preguiça das rotas românticas do óbvio aqui em Belo Horizonte. Acho que as pessoas caem na rotina justamente porque com o tempo perdem esse comichão de conhecer e fazer algo novo. Experimentar algo que nunca se experimentou antes. Então, por esse meu inconformismo em deixar minha vida cair na rotina, eu tenho procurado sempre lugares novos e não óbvios sobre os quais escrever.

Apesar de ser uma visita óbvia, o Jardim Botânico é lindo e pode ser visto por ângulos muito variados!

E foi com essa vontade de conhecer lugares românticos em Curitiba que estivessem fora desta rota do óbvio que cheguei à Caminho do Chá. Quando vi aquela matéria na Gazeta do Povo, a primeira coisa que me veio em mente foram as minhas experiências em casas de chás orientais. Uma especificamente, que fica lá em São Paulo, perto da estação Ana Rosa de metrô, a Khan el Khalili, (já até escrevi sobre ela!). Casas de Chá me remetem saudosamente aos meus tempos de dança do ventre.

Meus áureos tempos de dança do ventre!

Lendo a matéria do Gazeta do Povo, vi que a proposta da casa curitibana era completamente diferente daquela paulista. Isso me encantou ainda mais. É que no fim das contas, a última coisa que eu efetivamente fazia na casa de chás de São Paulo era beber chás. Eu ia lá para assistir dança do ventre, comer comida libanesa, mas chá que é bom, raramente um gelado de hortelã. Agora a coisa lá em Curitiba pelo jeito seria diferente! Mais do que ir lá tomar um chá, eu estava com a expectativa de vivenciar uma experiência gastronômica diferente. Já estava certo como dois e dois são quatro que ali entraria no meu hall de lugares românticos em Curitiba.

Indo conhecer uma casa de chás

Era um fim de tarde de domingo. Olhei para os lados em busca de algo para fazer. Constatei que o comércio inteiro estava fechado, até mesmo a rua 24h! Eu ainda não havia almoçado e daqui a pouco seria hora de jantar. Já eram 17h e um turista desavisado que não conhece os hábitos locais, realmente fica bastante intrigado ao ver que Curitiba simplesmente não funciona a partir da tarde de sábado!

Lugares Românticos em Curitiba - Caminho do Chá - Nicole Delucca Linhares

Rua 24h completamente vazia

Lá é uma cidade onde as padarias já estão todas fechadas às 21h. Um baque imenso para essa pobre belo-horizontina que muitas vezes aproveitava a última fornada da padaria no caminho de casa para fazer o lanche da noite… às 23h (risos). Pensei com meus botões: ok, o comércio poderia estar fechado. Mas, de repente aquela casinha de chá da reportagem poderia estar aberta. Aquele seria um bom momento para investigar novos lugares românticos em Curitiba.

Rua XV de Novembro em Curitiba quase deserta naquela tarde de domingo

Peguei um táxi e fui ao endereço. Um chá das 5h, com o friozinho e a chuva que caia na cidade seria definitivamente a melhor pedida. Sem falar que na segunda-feira eu precisaria acordar muito cedo para ir ao aeroporto e voltar à minha rotina de sempre. Eu não poderia me demorar muito aquela noite. Seria realmente a minha última oportunidade para colocar lugares românticos em Curitiba na minha listinha do coração.

Primeiras Impressões

Cheguei ao local. Uma casa simples, mas com um aconchego que me remeteu àquelas atmosferas de café da tarde na casa da avó. Foi mesmo uma lembrança de infância: Cheiro de pão feito em casa, os chás que são fabricados por lá mesmo. A disposição das mesas naqueles que seriam os quartos da casa, criavam ambientes distintos e aconchegantes. A cada passo que eu dava, mais eu tinha a certeza de que aquele estaria entre os meus lugares românticos em Curitiba.

Lugares Românticos em Curitiba - Caminho do Chá - Nicole Delucca Linhares

Foto de divulgação

Os quadros nas paredes contam a história dos chás e das viagens que a Dani, dona de lá, fez para estudar a bebida. Nossa! Fui transportada para outra atmosfera. Naquele momento eu nem me lembrava mais de que estava ali para comer. Quando peguei o cardápio e comecei a avaliar as opções de chás e fiquei perdida. Tinham coisas que eu já conhecia, mas a maioria dos chás que estavam ali eram grandes novidades para mim, principalmente os blends, feitos artesanalmente pela sommelier.

Detalhando o cardápio

O interessante do cardápio é pegar as explicações com os garçons, que são muito preparados e entendem bem do que estão falando. Os blends são surpreendentes. Mas o que mais me chamou atenção lá foram as dicas de harmonizações. Sim! Pensaram que a coisa é simples? A Dani além de ser publicitária, Chef de confeitaria e padaria é também uma especialista em chás. Ela passou nove meses viajando por oito países (França, Inglaterra, Turquia, Geórgia, Tailândia, China, Taiwan e Marrocos) para pesquisar, trabalhar em fazendas de chá e entender tudo o que permeia a cultura de cada um desses lugares e na vida das pessoas que trabalham com essa bebida. O resultado de todo este trabalho investigativo não poderia ser outro, não é!?

Lugares Românticos em Curitiba - Caminho do Chá - Nicole Delucca Linhares

Cardápio fofíssimo!

Uma proposta inovadora

A proposta que ela traz com a casa é apresentar ao público uma nova maneira de enxergar os chás. Dani nos mostra que ele pode ser consumido em harmonia com as delícias que ela prepara por lá. Cada chá no cardápio traz a sua indicação de harmonização com pratos doces e salgados!

Lugares Românticos em Curitiba - Caminho do Chá - Nicole Delucca Linhares

Graciosa: melissa, capim-limão, camomila e tangerina

Sentada conversando com a Dani ela me contou que havia feito uma noite de dia dos namorados lá no dia 12 junho, e que por conta da ocasião ela havia colocado a opção de vinho no cardápio. É que ela julgou que as pessoas considerariam o vinho mais romântico. Mas pergunta se algum casal quis beber vinho!? Que nada! Todo mundo que foi até lá para vivenciar um momento romântico gostoso ao lado de sua cara-metade escolheu mesmo experimentar as harmonizações com os chás.

A experiência

Para os casais que querem ficar mais juntinhos, aconselho o ambiente em que se pode sentar no chão nos almofadões. Em um belo dia quente com sol, o gostoso mesmo será sentar na parte da frente, ao ar livre, bebendo os refrescantes chás gelados. Eu acabei optando por ficar na primeira sala numa mesinha próxima à janela. Fiquei ali me deleitando com o ritual do chá e vendo a vida passar lentamente lá fora.

Lugares Românticos em Curitiba - Caminho do Chá - Nicole Delucca Linhares

Foto de divulgação

Como eu estava com tempo sobrando, eu degustei minha refeição aos poucos. Pedi um chá com uma entradinha. E logo que a bebida chegou, veio também a instrução: “aqui está o bule com a água quente e aqui dentro está o chá. Essa ampulheta serve para contar o tempo para a infusão descansar. Se você quiser o chá mais forte, vire a ampulheta novamente, mas para esse chá basta uma vez”. Era um blend chamado Graciosa. Eu queria algo que fosse leve e ao mesmo tempo relaxante. Nesta infusão, me explicou o pessoal, tem melissa, capim-limão, camomila e tangerina. O azedinho da tangerina no final estava delicioso e eu consegui reconhecer ali um pouco de cada uma das plantas usadas na mistura, porque tenho o costume de tomar esses chás separadamente no meu dia-a-dia em casa.

O que amei

O segundo chá que experimentei foi outro blend. Desta vez um pouco mais forte para harmonizar com o sanduíche que eu estava comendo. Ele se chama Bogotá. Achei ele meio insólito por conter ao mesmo tempo doçura e amargor. Mas resolvi arriscar assim mesmo, afinal de contas, eu estava ali de coração aberto para aquela experiência. Esse chá é feito à base de chá preto da Índia (que é bem amarguinho, uma vez tomei dele com uns amigos indianos) com rosas e suculentas de goiaba. O toque da goiaba quebra o amargor do chá e parece que potencializa o sabor das rosas. Definitivamente o meu chá favorito entre todos os outros experimentados no dia. Surpreendente, equilibrado e a cada gole um deleite para o paladar.

Lugares Românticos em Curitiba - Caminho do Chá - Nicole Delucca Linhares

Chocolate para terminar: porque sou filha de Deus!

Encerrei minha experiência como uma digna filha de Deus que merecia fechar aquele fim de semana de fuga de BH com o conforto que somente o chocolate pode oferecer a uma mulher num dia cinzento de chuva. O escolhido da vez havia sido um blend chamado Acapulco. Um chá preto da índia e da China com gotinhas de chocolate meio-amargo e pimenta dedo-de-moça. Porque o amor é doce como o chocolate, mas merece uns toques de pimenta para ficar aceso, não é mesmo? E o sabor da pimenta no finzinho do gole faz toda a diferença!

Lugares Românticos em Curitiba - Caminho do Chá - Nicole Delucca Linhares

Minha pequena parada no espaço e no tempo na Caminho do Chá chegava ao fim com a sensação de que precisarei voltar lá muitas e muitas vezes para conseguir absorver toda a complexidade e riqueza daquele lugar. Peguei até os contatos de lá, porque a Dani disse que vende os chás e pode entregá-los em qualquer lugar do Brasil adicionando o valor dos fretes. Fiquei ali esperando o táxi da volta para o hotel me perguntando como algo aparentemente tão simples, como uma xícara de chá, pode mexer tanto com a alma e o coração da gente!

Conclusões

Seja qual for a resposta, desafio vocês a irem lá experimentarem e me contarem depois o que acharam, pois não há nada mais delicioso nessa vida do que surpreender aqueles que gostamos com uma experiência fora do comum. Casas de chás são lugares românticos? Mais do que isso, essa casa de chá é mágica e dependendo das combinações escolhidas, os corações poderão sair de lá ainda mais acelerados do que na chegada! Encerrei ali feliz a minha caça a lugares românticos em Curitiba esperando voltar brevemente para a cidade e explorá-la novamente.

Abaixo as minhas experiências sensoriais do dia: entrada, Graciosa. Prato principal, Bogotá e por fim, sobremesa, Acapulco.

Serviço:

O endereço da Caminho do Chá é : Rua Inácio Lustosa 1.134 bairro São Francisco – Curitiba – Paraná

A casa funciona de terça a sexta das 11:30 às 21h e sábado e domingo das 12h às 20:30h.

Eles aceitam reservas!

O telefone lá é 41- 3013 3383 e o e-mail é contato@caminhodocha.com

About Nicole Delucca Linhares

Uma jornalista obcecada pelo lado bom da vida que está sempre em busca de experiências românticas para dividir com o mundo. Apaixonada por comidinhas, pores-do-sol, plantas, livros, cinema, viagens e teatro. É também professora de italiano, cozinheira para todas as horas, filosofa de boteco e, por fim, uma mistura doida de Minas, Itália e Piauí!

2 comments on “Lugares Românticos em Curitiba: Pausa para o Chá das Cinco

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *