“Lugares Românticos” Solidário

Pessoal, estão achando que a Nicole respira somente Lugares Românticos? Vamos deixá-los de lado agora para falarmos de um assunto de extrema importância: voluntariado. Eu e o Lugares Românticos estamos empenhados em uma causa social este ano junto aos moto clubes aqui de BH. Há 7 anos eles fazem essa campanha que ajuda famílias carentes a terem um Natal mais digno. Vamos abraçar juntos essa causa?

Quem me conhece e convive comigo sabe que acredito que a vida em sociedade depende de poder público e de ações individuais. Com isso não estou dizendo que o problema da fome do mundo seja nossa culpa, e menos ainda que o problema da violência pública, ou da falta de acesso a educação de qualidade ou a um sistema de saúde igualitário sejam culpa nossa. Não estou falando de culpa. Menos ainda estou querendo saber quem foi que começou com o problema.

O sentido do voluntariado

O fato de eu me enxergar como responsável por um problema social quer dizer que se vejo uma situação desfavorável para alguns e sinto que posso fazer algo para mudá-la ou amenizá-la, então, neste caso, eu sou sim responsável. Se podemos fazer algo por alguém sem nos molestar, se podemos transformar a vida de alguém em algo melhor, dando a essa pessoa oportunidade de crescimento e não nos movimentamos, estamos contribuindo para o crescimento do abismo social, econômico e cultural da nossa sociedade. Isso é noção de pertencimento. É saber-se parte de um corpo social. É sentir-se responsável pelo bom andamento da vida da comunidade onde se vive.

Minha relação com o Voluntariado

Eu, Nicole, sempre tive esse tipo de engajamento social. Cresci encorajada pela minha família a ter empatia pelo sofrimento do outro. Sempre tratei todas as pessoas que cruzam o meu caminho com respeito e dignidade. Nunca olhei para classe social, raça, cor da pele ou opção religiosa. Aos meus olhos gente é gente e ponto final.

Na minha caminhada já estive envolvida em várias ações sociais: dançava dança do ventre em abrigos que recebiam mulheres vítimas de violência doméstica e outros tipos de abusos. Esse trabalho as ajudava a recobrarem a dignidade e a encontrarem dentro de si a autoestima para se reerguerem e se reconstruírem como mulheres. Já fiz um sem número de pequenas campanhas por donativos para crianças, idosos e pessoas carentes. Já participei como voluntária em programas de alfabetização de adulto. Já fiz também apadrinhamento afetivo de crianças, dentre várias outras ações.

Não falo desse trabalho querendo me mostrar melhor do que qualquer pessoa. Também não quero com isso dizer ao mundo que sou boa. Não. Quando se faz por alguém não é necessário se dizer ao mundo o que se está fazendo. Esse tipo de trabalho simplesmente faz parte da minha vida como acordar todos os dias, tomar banho, comer e escovar os dentes. Não é nada de extraordinário. Entretanto, tenho a consciência de que se um número maior de pessoas começar a enxergar esse tipo de ação voluntária da forma como eu enxergo, o seu impacto vai ser bem mais considerável na vida da coletividade.

A bandeira do Lugares Românticos é a caridade

E é por isso que estou aqui, fazendo uso do nome do Lugares Românticos para levantar a bandeira da solidariedade. Estou dizendo ao mundo o que faço. Sozinha eu consigo ajudar um número de pessoas, mas se eu conseguir arrebanhar seguidores para essa causa, esse trabalho poderá tomar uma proporção maior e poderá ajudar mais gente. Como ajudar? Você pode contribuir com donativos, parcerias para conseguirmos aumentar a mobilização. Você pode também doar o seu tempo para ajudar alguém. As formas são as mais variadas e todas tem o seu valor.

Essa bandeira da solidariedade que levanto vai muito além da mera prestação de serviço social voluntário. É comum ver mobilizações de fim de ano. Entretanto, ser solidário não deveria ser algo que faz parte das nossas vidas somente no Natal. Caridade é algo que precisa sair dos nossos corações. O ato de caridade é a ação que faz com que você se coloque no lugar do outro. Caridade é tentar imaginar o que você sentiria frente ao sofrimento do outro. É assim que a ajuda sai do coração. É assim que a solidariedade verdadeira aflora. É assim que a corresponsabilidade pelos problemas sociais surge. É assim que encontramos forças para arregaçar as mangas e trabalhar em prol do outro sem esperar qualquer coisa em troca.

Natal Solidário dos Moto Clubes de BH

lugaresromanticoscampanhanatalmotoclubes

Então, este ano, usando o nome do Lugares Românticos, resolvi abraçar a causa que vários Moto clubes aqui de Belo Horizonte abraçam. Eles estão colhendo donativos de roupas, brinquedos, sapatos e alimentos não perecíveis para a montagem de cestas básicas que irão ajudar a Vila São Vicente, em Sabará. Esta é uma ação muito bonita, que ajuda a muitas famílias carentes.

Quem estiver me lendo aqui e quiser contribuir, encaminhe um e-mail aqui pelo formulário de contato, procure a fanpage do blog no Facebook ou no Instagram (os links estão no site). Eu estou aqui à disposição para buscar donativos onde for. Vai ser muito legal respirar no final vendo que essa campanha foi mais uma vez um sucesso e que muitas famílias foram ajudadas.
Bora lá, gente?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *