Receitinha: Atum em Crosta de Gergelim, Saladinha e um Belo Rosé Francês

Lugares Românticos - Receita Romântica - Atum selado no gergelim com molho agridoce e salada verde

Como sou moça de palavra, e para mim promessa é dívida, aqui vai a minha Receita Romântica do Valentine’s Day. Na realidade, a história dessa receita foi bem divertida. Quem quiser conhecer toda a motivação da coisa, passe pelo post todo, vale a pena! Mas quem estiver somente atrás mesmo da receita romântica, desce ai um pouquinho, no sexto subtítulo, ela estará lá! Vamos começar?

O Menu Começou Com o Vinho

 

Lugares Românticos - Receita Romântica - Mon Caviste

Eu estava passeando no BH Shopping e acabei entrando na Mon Caviste Vinhos. Já há tempos eu queria passear por lá com calma e conhecer as importações que eles fazem diretamente de pequenos produtores na França. A ideia de existir uma pessoa que garimpa coisinhas gostosas vindas de produtores pequenos com preços competitivos me agrada muito. Sabemos que no Brasil sermos amantes de vinho é algo difícil e dependendo dos rótulos, fica impeditivo termos o prazer de um vinhozinho toda semana. Então, minha amiga Soraya tinha me dado a dica, e esse dia eu estava ali de bobeira e resolvi conhecer.

Era 14 de fevereiro e eu tinha uma comemoraçãozinha a fazer. Estava já quebrando a cabeça para ver como surpreenderia meu par, principalmente levando em consideração o calor que estava fazendo. Eu nunca fui muito de vinhos brancos e muito menos rosés. Podem me chamar de preconceituosa. Mas, a verdade é que talvez eu seja realmente uma mocinha romântica com a alma um tanto quanto… vamos ver… temperamental. É que gosto de emoções fortes quando o assunto é vinho! Fico doidinha para o inverno chegar para curtir os tintos encorpados que eu tanto adoro.

Mas, na vida a gente precisa aprender que flexibilidade é tudo, não é verdade? Por mais que meus vinhos preferidos estejam ali, na casa dos Tannats. Por mais que eu seja apaixonada pela uva Nebbiolo e pela Sangiovese. E por mais que contrariamente a boa parte das mulheres que conheço, não sou assim tão fã de um Merlot, a grande verdade é que no calor não há nada melhor do que um bom branco, geladinho, ou mesmo um rosé. E sem querer dar spoiler, mas já dando, fiquei fã do vinho que comprei na Mon Caviste esse dia!

Vinhos Rosés X Nicole

 

Lugares Românticos - Receita Romântica - Mon Caviste

Preciso dizer do pré-conceito que eu sempre tive contra os famigerados rosés? Pois é! Ré confessa! Sempre negligenciei e fui preconceituosa com esses vinhos. Achava eles assim, meio fraquinhos, um tanto quanto sem gosto, sei lá! Acho que boa parte das pessoas que não tem formação com vinhos e que gostam muito da bebida de Baco se não tem esse tipo de preconceito, algum dia já tiveram. Eu confesso: rosés eu quase não bebia e quando muito usava para fazer drinks refrescantes (coisa que ainda faço, porque ficam muito bons!) Mas, de uns tempos pra cá, resolvi contestar minhas verdades absolutas. Pasmem: comecei realmente a gostar desse novo lado Nicole que tem batido de frente com essas ideias encrustadas que teimam em não flexibilizarem.

Então, entrando lá na Mon Caviste, conheci a Deyse, uma vendedora super fofa que me ajudou na empreitada de encontrar um vinho gostoso, refrescante, com uma excelente relação de custo-benefício para acompanhar a minha receita romântica. Claro que eu sabia que ao optar por um rosé eu correria o risco do meu par me olhar com aquela cara de “sério”? Mas, pensei com meus botões: azar! Hoje eu vou tentar! Está calor e tomar um vinho tinto encorpado não vai combinar de jeito nenhum! Sei que já falei, né? Mas é porque é importante reforçar o quanto paguei a língua e adorei o vinho!

O que são os Rosés?

 

Lugares Românticos - Receita Romântica - vinho rosé

Gente, longe de mim querer parecer a entendida de vinho. Eu sou assim: “gosto daquilo que me é agradável ao paladar”. Mas com o tempo e com o andar da carruagem do consumo, a gente vai aprendendo algumas coisinhas. Os vinhos rosés não são nem brancos e nem tintos. Ficam ali na coluna do meio e trazem tons que vão do alaranjado até a cor púrpura. Tudo isso vai depender da uva que foi usada, e do tipo de fermentação pelo qual o vinho passou.

Ou eles são produzidos misturando o vinho tinto com o branco, ou são feitos através da maceração de uvas pretas no mosto. Para quem não sabe, mosto é toda mistura açucarada que tem como finalidade a fermentação alcoólica. No mundo dos vinhos esse nome é dado ao sumo de uvas frescas antes do processo de fermentação. Então é ai que eles misturam um pouco de uvas pretas.

Nessa brincadeira, são usadas tanto uvas de vinhos tintos quanto as brancas. Muitos rosés são feitos a partir de Cabernet Sauvignon, Chardonnay, Grenache, Merlot, Pinot Noir, dentre outras.

Qual Seria o Mais Adequado para uma Receita Romântica?

 

Aha! Eu ainda não sabia o que iria cozinhar, mas sabia que a bebida teria que refrescar. Eu não queria nada muito robusto, pretendia algo descompromissado, que desse esse arzinho assim, de brisa de noite quente de verão. Minha receita romântica certamente teria uma bela salada de folhas verdes para acompanhar e uma proteína, que eu ainda não havia definido qual seria. Fui conversando com a Deyse e ela foi me mostrando o que eles tinham de interessante tanto nos brancos quanto nos rosés. Foi quando ela me mostrou um vinhozinho que se chamava Rosè Des Acanthes, safra 2014. Ele é um vinho da região do Languedoc, no sul da França, estava numa relação custo-benefício muito boa e tinha muitas das características que eu procurava.

O Rosé Des Acanthes

 

Ele era um rosé mais seco, simples, leve e frutado. Não tinha um amadeirado muito forte e nem muita acidez. Sabe aquele vinhozinho que serve pra todo tipo de ocasião? Desde uma saladinha no almoço, até um petisquinho de tardinha, ou um jantarzinho com uma receita romântica especial em uma noite de São Valentim em pleno verão brasileiro!?

Na composição dele estão três uvas, cada uma doando um atributo especial ao vinho. A Grenache dá a ele circularidade. Geralmente os vinhos que trazem essa uva em maior proporção ficam menos ácidos e tânicos e tem bastante aroma. Neste rosé tem, segundo o rótulo, 58% dela. Logo depois, com 22% está a uva Syrah, que traz para ele a intensidade da fruta. Isso porque a uva Syrah é mais potente, e no geral, produz vinhos concentrados, vivazes e tânicos.

A terceira uva que compõe este rosé que escolhi para acompanhar a minha receita romântica é a Carignan. Neste rosé eles colocaram 20% dela. Essa uva é a responsável pelo tom rosado dele. A Carignan também produz vinhos tintos de muita personalidade, alguns diriam até rústicos. Ela é uma uva bem comum no sul da França e dá como resultado vinhos mais escuros e tânicos. Mas, por tudo que andei lendo por ai, quando essas três uvas se encontram em uma mesma garrafa, a tendência é que os vinhos sejam suaves e com caráter e aromas rústicos. Exatamente o que eu estava buscando!

Vinho Comprado, agora faltava o resto

Pois bem! Minha noite de Valentine’s Day começou com um vinho rosé que eu não conhecia e precisava ser perfeita! Eu não queria ficar horas na cozinha, estava com calor, mas queria algo que fosse fofo e, acima de tudo, gostoso. Então, definido o vinho, era hora de definir a proteína. Na hora, pelas características do vinho que a Deyse me passou, pensei logo em comida japonesa. Depois, lendo a respeito do vinho, vi que essa era uma das indicações de harmonização dele.

Lá em casa estava cheio de verduras que eu tinha trazido do sítio aquela semana: alfaces de várias cores, rúcula. Então estava fácil pensar em uma saladinha bem refrescante. Entrei no Verdemar, e lá encontrei brotinhos de trevo. Além de achá-los lindos, eles são uma delícia. Então resolvi incorporá-los à receita romântica. Mas faltava a proteína. Salmão ou Atum? Vou ser honesta com vocês: fui no que estava mais bonito no dia: o atum fresco!

Definida a proteína, precisava definir também como eu a prepararia. Aquela não era hora de ficar inventando receitas mirabolantes, então, peguei um pouco de gergelim branco e preto, um saquê, shoyu eu tinha lá em casa. Pronto! estava definido que eu faria um atum grelhado com crosta de gergelim acompanhado de uma bela saladinha. Finalizei a compra com um pacotinho de Estrelado, florzinhas comestíveis que são sempre ingredientes importantes em uma receita romântica.

História Contada, então mãos a obra?

Pessoal, esse preparo é receita romântica daquelas pa pum! Sabe aquela coisa de não demorar demais? Pois é! Primeira providência da noite foi colocar o vinho para gelar. Depois disso, fui cuidar dos verdinhos. Mesmo as verduras tendo vindo do sítio, é importante fazer uma higienização legal delas. Sempre há o risco de ficar terra, e como por lá a nossa agricultura é toda orgânica, encontramos com frequência ilustres figurinhas como minhoquinhas e lagartinhas passeando pelas folhas. Deixei então os verdinhos todos de molho, marinei o peixe no temperinho que vou passar aqui e fui ficar linda antes de terminar a receitinha. Vamos a ela então?

Ingredientes

Lugares Românticos - Florzinha Comestível

Estrelado: Florzinha comestível da noite

Para o peixe e a salada

  • Dois pedaços de Atum fresco com aproximadamente 150g cada um
  • Um punhado de rúcula
  • Um punhado de alface roxa
  • Um punhado de alface crespa
  • Um punhado de broto de trevo
  • Florzinhas comestíveis para decorar (são deliciosas também!!!)
  • 100g de gergelim branco
  • 100g de gergelim preto
  • Azeite para selar o peixe e temperar a salada
  • Sal e pimenta do reino moída na hora a gosto
  • Suco de um limão para marinar o peixe

Para o molho que guarnecerá o peixe

  • 20g de açúcar mascavo
  • 50ml de molho shoyu
  • Suco de um limão
  • 30ml de saquê
  • 50ml de água

Preparo

Peixe e Salada

  1. Tempere o peixe com sal, pimenta do reino e o suco de limão e deixe marinar por 10 minutos. O limão, pela sua acidez, acaba começando o processo de cozimento do peixe. Repare que o atum muda de cor depois de colocado o limão:
  • Enquanto o peixe está marinando, higienize bem as verduras, seque-as e deixe-as reservadas até a hora de empratar.
  • Passados os 10 minutinhos, pegue os pedaços de atum e os passe no gergelim, empanando-os.
  • Em uma frigideira ou panela de fundo grosso, coloque azeite e deixe esquentar.
  • Sele o atum de todos os lados, sem deixá-lo muito tempo na panela. 1 minuto para um lado e meio minuto para o outro bastam. Não queremos que ele fique bem passado. É importante que ele fique bem selado por fora e cru por dentro.
  • Repita a operação com o outro pedaço de atum e deixe o peixe descansando.

Atum grelhando

Molho

  • Coloque o açúcar mascavo em uma panela e deixe que ele derreta
  • Adicione o saquê, o shoyu, o suco de limão e a água. Misture bem até que o açúcar se dissolva.
  • Deixe levantar fervura para que o molho reduza.

Montagem do prato

Aqui você pode criar à vontade. Você pode colocar tudo em um prato só que será compartilhado por vocês dois (é uma delícia e super romântico!) ou então você pode montar dois pratos separadamente. Ai nas fotos eu coloquei um plus. Eu tinha feito há uns dois meses aquela conserva de gengibre japonesa, a Gari. Ela estava maturando e no dia que fiz o passo a passo com fotos para o blog, resolvi colocar um pouco dele. Estava super gostoso. Então fica a dica pra vocês: se gostarem do gengibre nessa conservinha, podem colocar que fica muito bom.

  • Com uma faca super afiada, fatie o atum tomando cuidado para o gergelim não se soltar dele
  • Disponha as folhas no prato. Tempere com um pouco de sal, pimenta e azeite, mas não exagere. O molho que fizemos para o peixe combina demais com essa saladinha também!
  • Disponha cuidadosamente as fatias de atum por cima das folhas.
  • Regue com um fio do molho
  • Decore com as florzinhas comestíveis
  • Sirva o vinho

Um brinde com o Rosé Des Acanthes

A foto ai em cima mostra além desse atum delicioso, esse vinhozinho que garimpei na Mon Caviste. Eu que nunca curti muito um rosé, acabei me surpreendendo muito com esse ai. Levinho, refrescante, cheiroso. Não brigou com nenhum dos sabores ai presentes, pelo contrário, complementou. Com certeza devo repetir a dose, e de quebra buscar mais uma novidade para quebrar de vez as minhas resistências a novidades.

Bom apetite e espero que a noite de vocês seja tão boa quanto essa receitinha romântica!

Até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *