Receitinha para um Jantar Romântico: Pasta alla Carbonara

jantar romântico -lugares-românticos-nicole-delucca-linhares

Hoje trago uma dica deliciosa e simples para vocês arrasarem em um jantar romântico! E como um prato fica muito mais valorizado se acompanhado por um bom vinho, bati um papo com a jornalista e sommelier Márcia Anholeti, do blog Las Chicas de La Xampi e pedi conselhos sobre como deixar a sua noite ainda mais especial. Se quiserem outras dicas sobre vinhos, corram lá no blog dela ou no canal que ela tem no Youtube e tirem suas dúvidas!

Com os pés na Itália

Voltando à receita de hoje, ela tem os dois pés na Itália, e além de muito sabor, vem carregada de tradição. Já experimentaram uma bela Pasta alla Carbonara? Esse é um prato fácil que pode ser uma excelente opção para um jantar planejado às pressas. O que fará com que a Carbonara seja um sucesso? A atenção no preparo e a qualidade dos ingredientes. Cliquem aqui para lerem as minhas dicas sobre como escolher os ingredientes da Carbonara. 

 <a href="https://www.flickr.com/photos/56393389@N05/8325407780/">patrick.verstappen</a> Flickr via <a href="http://compfight.com">Compfight</a> <a href="https://www.flickr.com/help/general/#147">cc</a>

Jantar Romântico também é cultura

Como todo bom representante da culinária italiana que se preze, a Carbonara é cheia de histórias. Quem me acompanha aqui no blog há mais tempo sabe que acredito que todo alimento vem carregado delas. Por isso, quem for curioso como eu poderá clicar aqui para conhecer um pouco das histórias e lendas que giram em torno da Carbonara. Espero que curtam esta receita e que as histórias ajudem a temperar o jantar romântico de vocês! Vamos começar?

Pasta alla Carbonara

Eu garanto a vocês que o tempo máximo de execução deste prato não vai levar mais do que 20 minutos. Não é uma questão de cronometrar. É só que… é muito fácil! E se forem fazer a quatro mãos, será ainda mais rápido! Então preparem o estoque de vinhos, coloquem uma música gostosa e vamos começar a deixar a casa com clima e cheiro de jantar romântico!

Essas quantidades são para duas pessoas gulosas!

Ingredientes

 

jantar romântico -lugares-românticos-nicole-delucca-linhares

  • 350g de spaghetti ou outra massa longa.
  • 150g de guanciale, ou pancetta ou bacon – Leiam sobre a escolha dos ingredientes!
  • 3 ovos inteiros (Se não quiserem o sabor acentuado, peneirem os ovos, assim a membrana que dá aquele cheirinho característico sai).
  • 150g de pecorino romano/sardo, ou parmigiano-reggiano ralados
  • Azeite de oliva a gosto, caso necessário
  • Sal a gosto
  • Pimenta do reino moída a gosto.
  • É sempre bom guardar um pouquinho da água do cozimento do macarrão. Então vou deixá-la aqui entre os ingredientes caso seja necessário recorrer ao estratagema para deixar a massa mais cremosa.

Preparo

  1. Coloquem o macarrão para cozinhar em água fervente abundante e salgada. Não exagerem, os outros ingredientes já tem bastante sal. Não precisa colocar óleo na água. Isso a gente faz quando trabalha massas frescas que acabaram de sair do cilindro. Com massa seca não há necessidade disso! Basta que haja bastante água na panela! Sigam o tempo de cozimento estipulado na embalagem do macarrão. Costuma girar em torno de 8 minutos. Deixem a massa al dente!

2. Em uma tigela grande, quebrem os ovos. Juntem a eles 3/4 do queijo ralado, um pouco de pimenta do reino moída, batam tudo e reservem. O queijo restante vai ser usado para finalizar o prato. A tigela precisa ser grande porque a massa será finalizada nela.

3. Piquem o guanciale/pancetta/bacon em tiras ou cubinhos. Dourem-nos em uma frigideira antiaderente grandinha em fogo médio por aproximadamente 5 minutos. Depois que soltar a gordura, vejam se é necessário colocar um pouco de azeite. Confesso que nunca precisei. O guanciale/pancetta/bacon devem estar douradinhos, crocantes e suculentos. Nada de deixá-los secar ou queimar!

4. Quando estiver faltando um minutinho para o cozimento, escorram a massa e joguem tudo na frigideira do guanciale/pancetta/bacon. Misturem bem e deixem ali por um minuto para que todo o sabor seja agregado. Se acharem que o macarrão vai se agarrar na frigideira, coloquem duas colheres de sopa da água do cozimento da massa e misturem. Durante este tempo, ela que ainda precisava de mais um minutinho de cozimento vai chegar ao ponto.

5. Agora virem todo o conteúdo da frigideira na tigela com os ovos batidos. Misturem rapidamente mas sem violência: é assim que o ovo cozinhará na massa quente e ficará cremoso, sem a aparência de ovos mexidos. Se vocês perceberem que o macarrão merece mais cremosidade, peguem mais uma colher de sopa da água do cozimento da massa e misturem na tigela. Repitam o processo se necessário. Mas não pode ficar aguado.

jantar-romântico-lugares-românticos-nicole-delucca-linhares

6. Experimentem e acertem o sal. Sirvam imediatamente polvilhando por cima o restante do queijo e moendo mais pimenta do reino!

jantar romântico -lugares-românticos-nicole-delucca-linhares

Vinho harmoniza com jantar romântico

Antes de terminar este post, como prometido no inicinho, vou contar para vocês da minha conversa com a Márcia do blog Las Chicas de la Xampi. Jantar Romântico sem vinho não dá, né gente! Não sei vocês, mas eu sou dessas que cozinha bebendo. Não sou especialista em nada, mas é aquela história: com o tempo, afinamos o nosso paladar e acabamos tomando gosto pela coisa. Amo beber vinho, mas desta vez resolvi que mais do que indicar o que gosto de beber, achei que vocês mereciam a opinião de quem entende do assunto!

jantar-romântico-lugares-românticos-nicole-delucca-linhares

Com o calor que anda fazendo, beber vinhos brancos e rosés é sempre uma boa ideia. E adivinhem só: conversando com a Márcia, a indicação de harmonização da Carbonara passa exatamente por ai! Os que amam tintos não fiquem de mal de mim. A Márcia trouxe algumas opções de tintos para quem não abre mão deles. Vamos então às dicas?

Em busca da combinação perfeita

Existem tabus na hora de se harmonizar vinhos com determinados alimentos. Corre por ai há tempos uma listinha negra de comidas conhecidas por não serem muito amigas dos vinhos. Então, pensem vocês: aqui na Carbonara nós temos a predominância de um desses alimentos, o ovo. Fora isso, a alta concentração de queijos e a presença do guanciale/pancetta/bacon faz com que a Carbonara seja uma bomba de umami! Ai você me pergunta: o que é isso?

Umami

Tentando trazer uma explicação bem simples, umami é um dos 5 gostos básicos do paladar humano. Ele é também conhecido como “gosto gostoso”. Nós conseguimos identificar o doce, o salgado, o amargo, o azedo e o umami. São três as substâncias responsáveis por ele: o glutamato, o inosinato e o guanilato. Elas são aminoácidos. O umami está presente em muitos alimentos, vários por natureza e tantos outros artificialmente. É que a indústria alimentícia descobriu que ele é um excelente realçador de sabores. Todas as vezes que vocês pegarem um tempero pronto, ou um macarrão instantâneo, vão encontrar entre os ingredientes o famigerado glutamato monossódico. Mas onde mais encontramos este sabor de forma natural? Em queijos curados, carnes, cogumelos, nos aspargos, no tomate, enfim, a lista é grande.

jantar-romântico-lugares-românticos-nicole-delucca-linhares

Queijos curados como o Parmesão são fonte de Umami

O efeito fundamental que o umami tem no paladar é a capacidade de equilibrar o gosto e harmonizar os sabores. Ele faz isso porque proporciona maior salivação. E salivar é o que dissolve os componentes solúveis do sabor: açúcar, sal, aminoácidos, dentre outros. E é por conta dessa dissolução que a interação dos demais sabores acontece. Querem identificar o sabor umami? Peguem um pedacinho tomate. Coloquem na boca e fechem os olhos. O que sentiram? No início há uma explosão dos sabores, não é mesmo? Acidez? Doce? Então reparem que vocês começarão a salivar um pouco mais. E agora? O que estão sentindo? Que sabor é esse que está agregando os demais? Esse é o umami!

jantar-romântico-lugares-românticos-nicole-delucca-linhares

O importante de se considerar sobre ele, principalmente para a harmonização, é que ele é mais difícil de combinar. Isso por causa dessa capacidade que ele tem de equilibrar o gosto e harmonizar os sabores dos alimentos. O umami é um sabor muito marcante e tem sido desafiador na hora de combinar pratos com alta concentração dele com vinhos.

Harmonizando

A regra de ouro da harmonização de bebidas e comidas reza que uma não se sobreponha à outra. Como a Márcia explicou, no caso da Carbonara é preciso um vinho que agarre e limpe o palato da gordura. A acidez do vinho faz isso, mas ele precisará também acompanhar o sabor intenso da pancetta/guanciale/bacon.

jantar-romântico-lugares-românticos-nicole-delucca-linhares

Sabendo, portanto, da alta concentração de gorduras e da tendencia a um aroma umami, a Márcia indicou vinhos com taninos medianos para baixos, com alta acidez e untuosos. É por essa razão que os brancos estão no topo da lista da sommelier. Ela explica que além de serem mais ácidos, eles trazem uma boa estrutura que segura bem o prato. Márcia diz que vocês podem até mesmo escolher um branco que tenha algum estágio em madeira.

Prontos para a listinha de indicações de vinhos para o seu jantar romântico? Não pedi que a Márcia desse exatamente nomes de rótulos. Pedi que ela nos direcionasse nas melhores uvas para que vocês possam ir até a loja de vinhos onde estão acostumados a comprar já com uma ideia do que vai cair bem no jantar romântico de vocês.

Brancos:

Os vinhos da uva Pinot Grigio são muito gastronômicos. Eles são limpos e crocantes ou seja: alta acidez.
Os Gavi di Gavi são brancos italianos impactantes, encorpados e aveludados, perfeitos para quem prefere vinhos mais pesados.
jantar-romântico-lugares-românticos-nicole-delucca-linhares
Os Chablis franceses de Chardonnay têm uma acidez vibrante. Por causa de sua textura, harmonizam perfeitamente com molhos cremosos e embutidos.
Os Riesling de preferencia os Australianos, poderão ressaltar aromas de maça e serão frescos e vibrantes para contrabalancear a gordura do prato.

Rosé:

Para a sommelier, esses vinhos estão exatamente na categoria perfeita. Acidez média para alta, taninos baixos e corpo médio. Aqui vocês podem fazer a festa e apostar sem medo nos rosés italianos. Márcia explica que de uma forma geral eles são excelentes opções por causa do frescor.
 jantar-romântico-lugares-românticos-nicole-delucca-linhares

Tintos:

Agora se vocês fazem parte daquele grupo que acha que só existem vinhos tintos no mundo, a dica da Márcia é que vocês prestem atenção no corpo da bebida. É preciso que o vinho seja menos encorpado. Ele precisa ter taninos mais fáceis e acidez media para alta.
Então aqui Márcia indica um Sangiovese Superiore, um Merlot, um Nebbiolo ou um Dolcetto. Nesta categoria de tintos ela indica vinhos com pouca ou nenhuma passagem por madeira.
Se a escolha for um vinho do Novo Mundo, ela aconselha vocês a buscarem produtores que não abusem da madeira. Ela explica que até mesmo um Carmenere pode ser uma excelente opção.
Eu particularmente neste calor tenho gostado bastante de um vinho branco. Confesso também que tive durante algum tempo da minha vida resistência com vinhos rosés. Mas esse é um momento do meu passado que já se foi. Ultimamente tenho aprendido a apreciar bons rosés que têm me deixado muito feliz nesses dias quentes de verão.

Vou ficando por aqui e espero que o jantar romântico de vocês seja um sucesso regado a muitos bons vinhos e o principal: amor!

Até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *