Uma tarde de sábado na Cinemateca de Curitiba

Um cineminha no sábado à tarde é uma programação bem romântica, concordam? Na capital paranaense, entretanto, um espaço especial pode transformar esse programa em algo diferente do convencional cinema no shopping. Estou falando da Cinemateca de Curitiba. Então assim, com esse ambiente inspirador, estreio a minha coluna aqui no blog Lugares Românticos que Já Fui.

Já estive na Cinemateca algumas vezes. Porém, desta vez a sessão que escolhi para aproveitar o fim de uma tarde fria de outubro foi durante a programação do Cineclube da Aliança Francesa. Assisti o filme À nos amours, com direção de Maurice Pialat.

Uma das características do local é que o espaço, assim como a Cinemateca do Museu de Arte Moderna do RJ, a Cinemateca Brasileira, em SP, a Fundação Clóvis Salgado e o MIS Cine Santa Tereza, em BH – outros endereços tradicionais do gênero no Brasil – prioriza a reprodução de filmes locais (produzidos em Curitiba ou no Paraná), nacionais, estrangeiros com produção independente ou clássicos e cult. Ou seja, os filmes em cartaz não são aqueles comerciais, das redes de cinema.

Cinemateca de Curitiba (fotos: Carolina Mainardes)

Assim, o programa só será realmente interessante se você e a sua companhia curtirem esse tipo de filme. Também é uma boa opção para aqueles que gostam de sair da rotina.

O filme

Nesse drama francês produzido em 1983 estão no elenco a então jovem atriz Sandrine Bonnaire, Evelyne Ker, Pierre-Loup Rajot e o próprio Maurice Pialat. À nos amours ganhou vários prêmios. Entre eles, o César (França) de melhor filme e também de atriz mais promissora para Sandrine.

O filme é focado na vida de Suzanne (Sandrine). Aos 15 anos ela já se relaciona com vários rapazes, sem conseguir se apaixonar por nenhum deles. Incompreendida pela família, a jovem se vê em situação pior quando o seu pai (Pialat) resolve sair de casa. Enfim, não vou contar tudo aqui, mas é um filme para quem gosta do estilo francês de fazer cinema. Ou seja, agrada a muitos casais!

A programação cult

Somente em 2018, já passaram pela Cinemateca de Curitiba mostras de filmes japoneses (janeiro), espanhóis (março), poloneses (agora em novembro). Além disso, a casa ainda abrigou a programação periódica dos Cineclubes da Aliança Francesa, do Centro Cultural da Espanha e do Atalante.

No local também são promovidas mostras temáticas de filmes. Em janeiro, por exemplo, o espaço apresentou uma programação especial durante a Oficina de Música de Curitiba. Depois disso, recebeu o Cine Brasil Marginal, dois ciclos de Cinema e Direitos Humanos e as mostras de Cinema Europeu, LGBTQI e Negro Brasileiro.

Cassiana Bernardi, responsável pela agenda da Cinemateca, conta que a programação vai acontecendo por meio de parcerias e também com agenda própria do espaço. Exemplos disso são o Festival de Inverno e a Mostra Curitiba (com filmes rodados na cidade ou dirigidos por curitibanos), em que as obras do acervo entram em cartaz.

Programação para esse mês

Uma das novidades da programação é o Metrô – Festival do Cinema Universitário Brasileiro, que terá a segunda edição de 21 a 25 deste mês. Essa mostra apresenta filmes produzidos nas universidades do país, além de oficinas e debates.

Bem, já deu para perceber que programação interessante não falta, não é mesmo? Vocês podem clicar aqui para conferir a agenda da Cinemateca de Curitiba. Confiram as opções de filmes e aproveitem para programar um passeio diferente e cultural com seu amor!

A Cinemateca de Curitiba

A Cinemateca fica no centro de Curitiba e está instalada, desde 1998, em um prédio totalmente revitalizado. Ela foi inaugurada em 1975 como Cinemateca do Museu Guido Viaro. No entanto, a sede atual e definitiva é resultado da união de duas casas históricas e de uma nova construção no terreno – que abriga a sala de projeção.

E olha só que detalhe interessante: nos anos de 1970, conforme informação que consta em um totem na entrada do local, a carteirinha da Cinemateca era muito disputada, porque agregava a seu portador o título de “intelectual”.

Pesquisa

Atualmente, no local, além da exibição de filmes, se faz pesquisa, recuperação e produção de obras cinematográficas. Material relacionado ao cinema, como cartazes, livros, jornais, fotos e equipamentos antigos estão armazenados no prédio. Para quem tem interesse em cinema, é possível participar de visitas monitoradas, mediante consulta prévia.

Durante a exibição de filmes, os visitantes podem passar pela sala de exposições da Cinemateca. Atualmente, está em cartaz a exposição que homenageia João Baptista Groff (1897-1970), cineasta pioneiro do Estado, com fotos e equipamentos de projeção antigos. Uma boa pedida para completar o passeio daqueles que curtem a sétima arte.

Acervo

O chefe do acervo da Cinemateca, Marcos Saboia (foto), comenta que em torno de 3 mil filmes estão catalogados e armazenados no local. Esse material está acondicionado em cerca de 2,7 mil películas e 2,6 mil arquivos digitais, em DVD ou VHS, entre outros.

Entre as preciosidades do acervo, conta Saboia, estão três filmes de Annibal Requião – outro pioneiro do cinema no Paraná – que sobraram depois de um incêndio que destruiu as obras do cineasta, na década de 1950.

Cinema para todos

A sala de exibição é confortável, com som e projeção digital, o que garante uma boa qualidade à exibição. Já dá para imaginar que o público da Cinemateca inclui cinéfilos, cineastas, pesquisadores, estudantes, mas, também, a comunidade em geral.

Gente, para cinéfilos ou não, esse é um passeio que vale muito a pena! A programação é gratuita ou com preços populares. Acompanhar a produção nacional ou de outros países que estão fora do circuito comercial de cinema, além de muito interessante, agrega conhecimento e cultura.

Aproveito para fazer um agradecimento especial ao Miguel Gubert, assessor da coordenação da Cinemateca que recebeu gentilmente o blog Lugares Românticos no espaço.

Para depois do cinema

A Cinemateca fica próximo ao Largo da Ordem, no Centro Histórico de Curitiba. Assim, depois do filme, uma dica para os casais é continuar o programa em um dos points gastronômicos da região. Aos poucos vamos falando deles por aqui também.

Me contem: e vocês, gostam de circuitos alternativos de cinema? Acham que esse pode ser um programa legal a dois? Deixem a opinião de vocês nos comentários!

Até a próxima!

Serviço:

Cinemateca de Curitiba

Rua Presidente Carlos Cavalcanti, 1174

São Francisco – Curitiba (PR)

(41) 3321-3252

Informações e agenda: www.fundacaoculturaldecuritiba.com.br

About Carolina Mainardes

Jornalista que adora histórias e lugares inspiradores! Tem paixão por arte, programas culturais, viagens e bons livros. Gosta de fazer novas descobertas ao caminhar pelas cidades. É especialista em História e Cultura, praticante de yoga e estudante de Francês – oui! Quer dividir por aqui momentos e dicas de lugares românticos de Curitiba, a capital mais fria, mas mais charmosa, do Brasil!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *